"EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA" JESUS

"... a sabialidade não está naquilo que se faz, está naquilo que você sente em fazer." Dr. Claudionor de Carvalho

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

FILMES ESPÍRITAS - Ótima opção de lazer e apoio nos Estudos Espíritas

Os Filmes Espíritas (ou aqueles que carregam material interessante para a análise segundo o Espiritismo), são ferramentas que colaboram na construção de maior entendimento para aqueles assuntos que os Espíritas estudam em seus encontros.
Podem corroborar os temas analisados, de maneira a elucidar inda mais o que se leu ou estudou, ou discutiu.
Segue uma lista de Filmes que recebemos por e-mail. Esperamos que possa contribuir com o alargamento dos estudos. Lembrando ainda, que muitos irmãos, acabam entendendo melhor, depois que assistem a um filme. E tendo *subsunçores, com certeza aproveitará ainda mais do material que o Filme pode trazer.

*O conteúdo previamente detido pelo indivíduo representa um forte influenciador do processo de aprendizagem. Novos dados serão assimilados e armazenados na razão direta da qualidade da Estrutura Cognitiva prévia do aprendiz. (FONTE: http://www.xr.pro.br/monografias/ausubel.html)

 
 
FILMES ESPÍRITAS
 
 
Vídeos

 
1 - O Pássaro Azul - Filme Completo - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/172

2 - Em Nome de Deus - Filme Completo - (Vídeo)
http:/ /universoespirita.multiply.com/reviews/item/171

3- O Último Espírito - Filme Completo - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/170

4 - Chico Xavier - Brilha Uma Luz no Horizonte - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/169

5- Ressurreição - RARIDADE! - INÉDITO! - (Filme)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/168

6 - Perda de Pessoas Amadas - Palestra de Nazareno Feitosa - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/167

7 - Bezerra de Menezes: O Apóstolo da Caridade - Palestra Nazareno Feitosa -
(Vídeo) http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/166

8 - Jacob Melo - Passe: O Magnetismo Espírita - Teoria e Prática - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/165

9 - Frederico Menezes - A Transição do Planeta Após 150 Anos - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/164
 
10 - Reencarnação - A Lógica Reencarnacionista - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/162

11- Os Espíritos e os Efeitos Físicos - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/161

12 - A Influência Espiritual - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/160

13 - A Atitude Mental - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/159

14 - Perturbação Espiritual - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/158

15 - Sobre a Morte e o Morrer - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/156< /span>

16 - Quando os Anjos Falam - (Filme Completo) - IMPERDÍVEL!!!
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/153

17 - A Corrente do Bem - (Filme Completo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/151

18 - Dr. Bezerra de Menezes - O Diário de Um Espírito - (Filme Completo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/150

19 - Chico Xavier - 1977 - 50 Anos de Mediunidade - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/149

20 - Divaldo P.. Franco - Evangelho e Vida - O Poder da Oração - (Vídeo)
http://universoespirita.multiply.com/reviews/item/148
 
 

sábado, 24 de setembro de 2011

MEU FILHO - Meimei

O lar é o berço do teu destino, templo aberto ao teu coração. Aí tens o porto a que o Senhor te conduziu no extenso e furioso mar da vida terrestre
Aprende a respirar dentro dele com o respeito e a bondade que a vida nos merece.
Haverá, porventura, lição mais comovente que o esforço de teu Pai por manter-te robusto, e poderemos acaso encontrar mais sublime testemunho de sacrifício e ternura que o carinho de tua mãe, esquecida de si mesma em favor de tua alegria?
Quando a chuva lá fora enlameia a estrada, e quando a ventania passa zunindo na altura, já pensastes na bênção do teto que te agasalha?
À mesa, quando a sopa fumegante convida tua fome ao repasto, já refletiste na sublimidade do santuário que te abriga?
Quando cansado, te acolhes ao leito, já meditaste na doce e misteriosa mão de Deus que te sustenta o sono?
Aprende a honrar tua casa no culto da gentileza, enriquecendo-a com o teu serviço constante no bem e santificando-a com teu amor. O lar é o primeiro degrau com que o todo misericordioso nos induz a escalar o céu.
Tua casa é o teu celeste jardim no mundo. Cultiva aí, nesse abençoado recanto de paz e trabalho, as flores do bem que nunca fenecem.
Ajuda-o na preservação da tranqüilidade e do bem-estar, porque, um dia, de fronte preocupada como agora acontece ao teu pai e a tua mãe, crescido e pensativo, terás um lar diferente, onde entrarás como senhor, e inclinado sobre algum rosto alegre e saltitante como o teu, igualmente dirás:
“- Ah, meu filho, meu filho”.

Psicografia de Chico Xavier

Qual a maior caridade para com o espiritismo ?




O Livro dos Espíritos no cinema? Eles apoiam! E você?

Orson Peter Carrara, José Medrado e Suely Caldas Schubert pedem o seu engajamento neste movimento, participe!

www.ofilmedosespiritos.com.br

Gentileza

" A gentileza evidencia o eco de um cântico de uma alma em paz, enquanto a grosseria evidencia o estrondo de uma alma em perturbação." Frei Carlos Murion

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O que é saudade?

"... percebendo o quanto vocês apreciam os conceitos de um dos meus mestres espirituais, Frei Carlos Murion, perguntei hoje para ele o que seria a saudade, disse, de pronto:" É a presença no coração de quem se ausentou dos olhos". É isso aí, para os que amamos e morreram, por exemplo, não quer dizer que não estejam próximos, só não são vistos." José Medrado - Cidade da Luz

terça-feira, 20 de setembro de 2011

A HONRA DE SERVIR(*)


Nestes dias gloriosos, assinalados por tremendos conflitos no âmago da criatura humana; nesta hora em que todos somos convocados à solidariedade cristã, deveremos descruzar os braços para utilizar as armas do amor, construindo um mundo melhor de paz e de caridade pelo qual todos anelamos.
Ouvistes, durante estes dias, as vozes espirituais que desceram sobre vós outros, como no Pentecostes recuado...
Médiuns expositores, lavradores da seara de Jesus, apresentaram-se aqui para falar da era nova da imortalidade.
Acompanhastes as suas mensagens com sorrisos e com emoções!
Aplaudistes o verbo inflamado dos oradores, dos expositores, dos que desenvolveram os seminários.
Anotastes na mente e no coração os conteúdos profundos em torno da imortalidade.
Encontrai-vos ricos de informações...
...E agora, quando vos preparais para retornar ao dia-a-dia, ao labor de toda hora, aplicai, aplicai as lições profundas de sabedoria, de misericórdia e de amor.
Sois os embaixadores da Era Nova!
Jesus elegeu aqueles setenta da Galiléia e os mandou dois a dois, para que divulgassem o reino.
Agora vos conclama a todos vós, para que proclameis o reino da concórdia, a era da misericórdia, o momento da construção do mundo novo.
Não tergiverseis, não vos permitais a sintonia com a onda avassaladora que toma conta da Terra nesta transição de loucura.
Por certo, as aflições tendem a piorar e o homem moderno, rico de tecnologia e pobre de amor, sentirá falta das questões simples, da amizade pulcra, da bondade fraternal, do sorriso espontâneo, e terá que fazer a viagem de volta, infelizmente, através das lágrimas.
Evitai, portanto, que isso aconteça, e semeai a esperança, a alegria de viver, a irrestrita confiança em Deus que nos orienta através de Jesus, que prossegue conosco até o fim.
Ele disse que nunca nos deixaria órfãos.
Os Seus embaixadores estão entre nós, conosco, e auxiliam-nos na grande arrancada para o mundo de regeneração.
Filhos e filhos e filhos, filhas e filhas e filhas da alma: amai, não vos importe a ausência da resposta do amor por enquanto.
Disputai a honra de amar.
Sede vós aqueles que semeiam os formosos dias do porvir, exultando pela honra de haverdes sidos convidados à hora última para a seara do bem.
Em nome dos Espíritos-espíritas que aqui têm estado durante esta Semana e dos Benfeitores que a todos nos ajudam, suplicamos a Deus e a Jesus que nos abençoem, que nos dêem a Sua paz.
São os votos do servidor humílimo e paternal,

Bezerra.

(Mensagem psicofônica ditada pelo Espírito Adolfo Bezerra de Menezes, por intermédio do médium Divaldo Pereira Franco, no momento do encerramento da sua conferência de clausura da 58ª. Semana Espírita de Vitória da Conquista, no dia 11 de setembro de 2011.)
(*) Revisada e corrigida pelo autor espiritual.

Nota do médium.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

História de Quinquim

Em carta, você pergunta,
Meu caro Alírio Trindade,
Como é que se desenvolve
O dom da mediunidade.

Você termina, indagando
Quanto ao nobre compromisso
Qual a menria mais certa
De começar o serviço.

Ser médium, meu bom amigo,
Em qualquer tempo e lugar,
Pede atenção para o estudo
E gosto de trabalhar.

Na alegria do começo,
Qualquer irmão se equilibra,
Mas a tarefa depois
Precisa de muita fibra.

No assunto, quero contar-lhe
O caso de um companheiro,
Sei que você vai lembrá-lo:
É o nosso Quinquim Monteiro.

Quinquim curou-se num Centro
De uma dor no calcanhar,
Notando a força da prece,
Quis ser médium, trabalhar...

Iniciou-se, feliz,
No “Grupo do Irmão Carlindo”,
Mas a obra foi crescendo,
E o trabalho foi subindo...

Muita gente em provação,
Muita amizade a sofrer,
“Servir e entender a todos”
Passara a simples dever.

A tarefa perdurava
Não se sabia até quando,
Quinquim começou nas falhas
E seguiu desanimando. ..

Nas noites de reuniões,
Não negava a própria fé,
Mas falava de fadiga,
De dor na nunca ou no pé.

Mostrava as pernas doendo,
Tinha angústia, batedeira,
Dizia sofrer de insônia,
Às vezes, por noite inteira.

Lastimava resfriados,
Inflamações do nariz,
Se alguém lhe pedia amparo,
Confessava-se infeliz.

Acusava-se vencido,
Estava sempre cansado,
Nas horas do reumatismo,
Padecia dor de lado.

Se alguém lhe falasse em preces,
Quinquim falava em descanso,
Era um retrato da queixa
Na cadeira de balanço.

Sempre a clamar contra a vida,
Sem domínio da vontade,
Quinquim largou-se ao repouso,
Perdendo a mediunidade.

Passou a viver deitado,
Não tinha fome nem sede,
Em seguida, piorou,
Cansado de cama e rede.

Quando quis recuperar-se,
A morte olhava Quinquim,
O pobre já tinha o nome
No grande listão do fim.

E o assunto é esse aí...
Se você quer triunfar,
Não escute corpo mole,
Nem pare de trabalhar.

http://www.forumespirita.net/fe/poesia/historia-de-quinquim

domingo, 18 de setembro de 2011

Oração Diante da Palavra

Senhor!

Deste-me a palavra por semente de luz.
Não me permitas envolve-la na sombra que
projeto.Ensina-me a falar para que se
faça o melhor.Ajuda-me a lembrar o que
deve ser dito e a lavar da memória tudo
aquilo que a tua bondade espera se lance
no esquecimento.
Onde a irritação me
procure induze-me ao silêncio,e, onde
lavre o incêndio da incompreensão ou do
ódio, dá que eu pronuncie a frase calmante
que possa apagar o fogo da ira.
Em qualquer
conversação, inspira-me o conceito certo
que se ajuste á edificação do bem, no
momento exato,e faze-me vigilante para que
o mal não me use, em louvor da perturbação.
Não me deixes emudecer, diante da verdade,
mas conserva-me em tua prudência, a fim de
que eu saiba dosar a verdade, em amor,
para que a compaixão e a esperança não
esmoreçam, junto de mim.
Traz-me o coração
ao raciocínio, sincero sem aspereza, brando
sem preguiça, fraterno sem exigência e
deixa, Senhor, que a minha palavra te
obedeça a vontade, hoje e sempre.

MEIMEI

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Alegria


Alegria é cântico das horas com que Deus te afaga
a passagem no mundo.
Em toda parte, desabrocham flores por sorrisos da natureza
e o vento penteia a cabeleira do campo com música de ninar.
A água da fonte é carinho liquefeito no coração da terra
e o próprio grão de areia, inundado de sol,
é mensagem de alegria a falar-te do chão.
Não permitas, assim, que a tua dificuldade se faça
tristeza entorpecente nos outros.
Ainda mesmo que tudo pareça conspirar contra a felicidade
que aspiras, ergue os olhos para a face risonha da vida
que te rodeia e alimenta a alegria por onde passes.
Abençoa e auxilia sempre, mesmo por entre lágrimas.
A rosa oferece perfume sobre a garra do espinho
e a alvorada aguarda, generosa, que a noite cesse
renovar-se, diariamente, em festa de amor e luz.


Meimei

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

MENSAGEM DE BEZERRA DE MENEZES

 Uma linda e forte mensagem foi recebida através de Psicofonia por Divaldo Franco, no encerramento das atividades da 58ª Semana Espírita Vitória da Conquista-BA. 
Acessem o enderreço abaixo e tenham o prazer de ouvir o Humilde Servidor Paternal a nos dizer ainda mais uma vez que "descruzemos os braços" para amar e abraçar a beneficência de ser lavradores da Seara do Bem. Sobretudo porque o Planeta está no momento crucial, que culminará na mudança de condição de Mundo de Provas e Expiações para um Mundo de Regenaração. 

ENDEREÇO: http://youtu.be/YjlclhSt724

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Revista Espírita - Março, 1858.

 O Magnetismo e o Espiritismo.



Quando apareceram os primeiros fenômenos espíritas, algumas pessoas pensaram que essa descoberta (se se pode aplicar-lhe esse nome) iria dar um golpe fatal no Magnetismo, e que ocorreria com ele como com as invenções, das quais as mais aperfeiçoadas fazem esquecer a precedente. Esse erro não tardou em se dissipar, e, prontamente, se reconheceu o parentesco próximo dessas duas ciências. Todas as duas, com efeito, baseadas sobre a existência e a manifestação da alma, longe de se combaterem, podem e devem se prestar um mútuo apoio: elas se completam e se explicam uma pela outra. Seus adeptos respectivos, todavia, diferem em alguns pontos: certos magnetistas ( O magnetizador é aquele que pratica o magnetismo; magnetista se diz de alguém que lhe adote os princípios. Pode-se ser magnetista sem ser magnetizador; mas não se pode ser magnetizador sem ser magnetista.) não admitem, ainda, a existência, ou pelo menos a manifestação dos Espíritos: crêem poder tudo explicar pela única ação do fluido magnético, opinião que nos limitamos a constatar, reservando-nos discuti-la mais tarde. Nós mesmos a partilhamos no princípio; mas, como tantos outros, devemos nos render à evidência dos fatos. Os adeptos do Espiritismo, ao contrário, são todos partidários do magnetismo; todos admitem a sua ação e reconhecem nos fenômenos sonambúlicos uma manifestação da alma. Essa oposição, de resto, se enfraquece dia a dia, e é fácil prever que não está longe o tempo em que toda distinção terá cessado.
Essa diferença de opinião não tem nada que deva surpreender. No início de uma ciência, ainda tão nova, é muito simples que cada um, encarando a coisa sob o seu ponto de vista, dela se tenha formado uma idéia diferente. As ciências, as mais positivas, tiveram, e têm ainda, suas seitas que sustentam com ardor teorias contrárias; os sábios ergueram escolas contra escolas, bandeiras contra bandeiras, e, muito freqüentemente, pela sua dignidade, sua polêmica, torna-se irritante e agressiva pelo amor-próprio melindrado, e desviada dos limites de uma sábia discussão. Esperemos que os sectários do Magnetismo e do Espiritismo, melhor inspirados, não dêem ao mundo o escândalo de discussões muito pouco edificantes, e sempre fatais para a propagação da verdade, de qualquer lado que esteja. Pode-se ter sua opinião, sustentá-la, discuti-la; mas o meio de se esclarecer não é o de se dilacerar, procedimento pouco digno de homens sérios, e que se torna ignóbil se o interesse pessoal está em jogo.
O Magnetismo preparou os caminhos do Espiritismo, e os rápidos progressos dessa última doutrina são, incontestavelmente, devidos à vulgarização das idéias da primeira. Dos fenômenos magnéticos, do sonambulismo e do êxtase, às manifestações espíritas, não há senão um passo; sua conexão é tal que é, por assim dizer, impossível falar de um sem falar do outro. Se devêssemos ficar fora da ciência magnética, nosso quadro estaria incompleto, e se poderia nos comparar a um professor de física que se abstivesse de falar da luz. Todavia, como o Magnetismo já tem entre nós órgãos especiais, justamente autorizados, tornar-se-ia supérfluo cair sobre um assunto tratado com a superioridade do talento e da experiência; dele não falaremos, pois, senão acessoriamente, mas suficientemente para mostrar as relações íntimas das duas ciências que, na realidade, não fazem senão uma.
Devíamos, aos nossos leitores, essa profissão de fé, que terminamos rendendo uma justa homenagem aos homens de convicção que, afrontando o ridículo, os sarcasmos e os dissabores, estão corajosamente devotados à defesa de uma causa toda humanitária. Qualquer que seja a opinião dos contemporâneos sobre a sua conta pessoal, opinião que é sempre, mais ou menos, o reflexo de paixões vivas, a posteridade lhes fará justiça; colocará o nome do barão Du Potet, diretor do Jornal do Magnetismo, do senhor Millet, diretor da União Magnética, ao lado dos seus ilustres predecessores, o marquês de Puységur e o sábio Deleuze. Graças aos seus esforços perseverantes, o Magnetismo, tornado popular, colocou um pé na ciência oficial, onde dele já se fala, em voz baixa. Essa palavra passou para a linguagem usual; ela não espanta mais, e quando alguém se diz magnetizador, não lhe riem mais ao nariz.

Allan Kardec

http://www.blogger.com/post-create.g?blogID=7221010905198076431

III JORNECC - Um grande sucesso!

O Centro Espírita Claudionor de Carvalho agradece a todos que participaram indiretamente e diretamente para o sucesso da nossa III JORNECC. 
Aguardamos todos no próximo ano (2012).
Um grande abraço,
 
Equipe CECC

domingo, 11 de setembro de 2011

JORNECC 2011

Equipe CECC

Equipe CECC

Público

Marcos e Jacob de Melo

Marcos, Ivan e Jacob

Jacob de Melo, Lindomar Coutinho e Marcos Nascimento 

Equipe CECC

Raquel e Rita

Cantina

Galerinha da Evangelização Infantil-CECC

Momento Musical

Evangelizadores Infantil-CECC

Equipe CECC

Alda e Jacob de Melo


Foi com imensa alegria que encerramos mais uma JORNECC e agradecemos a todos  que vieram fazer parte deste Momento tão precioso. O sucesso esperamos repetir no próximo ano.

Seminário sobre Passe e Magnetismo: Teoria e Prática - ESPIRITISMO E MAGNETISMO

Jacob de Melo iniciou o Seminário sobre Passe e Magnetismo - Teoria e Prática, anunciando o perigo de se usar frases de valor incerto ou ambíguo. Exemplificou seu temor, com várias delas, que, em geral, se usa diariamente nas Casas Espíritas, sem maior reflexão sobre seu sentido. 
Uma destas seria "Esta casa segue Jesus". Não parece grave, e seria interessante mesmo, se todos seguissem Jesus, mas para este renomado escritor e palestrante e, sobretudo, Espírita, homem voltado para o Estudo e a Prática da Doutrina, não é bem assim que se deveria agir.

Seguir Jesus seria uma maneira de tentar imitá-lo. E não parece ter sido apenas isso que Jesus quis (quer) para nós. 
Inicialmente, como seres em progressão, que somos, imitar pode parecer interessante, pois que a prática acaba exercendo em todos o anseio da transformação. Mas o problema residiria em imitar Jesus "panoramicamente", pelas "beiradas" sem o envolvimento total,  no sentido de mais tarde, progredir para ser tal qual Jesus.
"Imitar não é tudo" asseverou Jacob. Além do mais, Jesus possuía uma estirpe moral que, infelizmente, poucos dos homens possuem, ou possuirão... Talvez em mais algumas centenas de encarnações, mas por enquanto, o Estudo Prévio da Teoria a que se tem acesso livremente, além, é lógico, da crença no Divino Mestre, é caminho mais seguro para que o trabalho nas Casas Espíritas esteja balisado.

Muito calorosamente, Jacob de Melo mesclava a prática da intrução e  da alegria. Poucos são os Educadores que unem tão habilidosamente esses dois ingredientes e que fazem culminar em receita de uma ótima aula. 

Pois foi o que tiveram acesso, as mais de trezentas pessoas presentes na tarde deste sábado 09/09/2011 à partir das 14:00, no Centro Claudionor de Carvalho.
Dentre outras maravilhosas assertivas, Jacob de Melo trouxe para o cenário de discussão a questão crucial do Seminário: O Magnetismo, cujo "pai" foi o médico austríaco Mesmer (http://www.espiritismogi.com.br/biografias.htm).

A tarde foi pequena para tantas elucidações, e o tema foi muito claramente trabalhado, com o suporte de estudos sérios acerca do assunto: O Livro dos Espíritos, dos Médiuns e  as Revistas Espíritas.
Sobre estas obras, as Revistas Espíritas, Jacob aconselhou a todos os presentes: estudo ou leitura ao menos, para melhor se dizer "engajado" na Doutrina. Porque a seu ver, "a gente não pode fingir que acredita" e, para que se consiga uma Fé firme, nada mais certo do que o conhecimento.

ESPIRITISMO E MAGNETISMO

“O espiritismo liga-se ao magnetismo por laços íntimos, considerando-se que essas duas ciências são solidárias entre si. Os espíritos sempre preconizaram o magnetismo, quer como meio de cura, quer como causa primeira de uma porção de coisas; defendem a sua causa e vêm prestar-lhe apoio contra os seus inimigos. Os fenômenos espíritas têm aberto os olhos de muitas pessoas, que, ao mesmo tempo aderem ao Magnetismo. Tudo prova, no rápido desenvolvimento do Espiritismo, que logo ele terá direito de cidadania. Enquanto espera, aplaude com todas as suas forças a posição que acaba de conquistar o Magnetismo, como um sinal incontestável do progresso das idéias.” (Revista Espírita – Ano 1, 1858, pág. 421)
 Não se pode mais deixar o estudo de lado, porque é a união do estudo prévio que fortalecerá o trabalho do passista magnetizador. De acordo com Jacob "O Magnetismo foi abandonado" (...) e "como é que se aplica a Ciência sem entender sobre esta"?
Muito necessário que se faça o resgate do Magnetismo, para que  a atividade do Passe, não caia no ridículo. 
Urgente que o Espírita reflita sobre tais questões...

Para encerrar as atividades de sábado, Jacob de Melo presenteou a todos com a Palestra "Viver ainda é a melhor saída", cujo conteúdo se origina do seu livro, com mesmo título, que o participante poderá adquirir na recepção do Evento que terá continuação hoje - 11/09/2011 - com  início previsto para às 14:00 no Centro Espírita Claudionor de Carvalho.




Visite e estude! Site de JACOB DE MELO
http://www.jacobmelo.webs.com

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

10 ANOS - Jornada Espírita Claudionor de Carvalho

HOJE - URGENTE! III JORNECC - 10 ANOS

Estejamos todos nós HOJE, a partir das 19:00 no Centro Espírita Claudionor de Carvalho, para iniciarmosatividades do III JORNECC, no
 CENTRO ESPÍRITA CLAUDIONOR DE CARVALHO que  comemora 10 anos de realização deste evento. Não nos detenhamos em ser felizes, participemos em massa, junto com todos os irmãos que convivem na mesma atmosfera de união e estudo!
Hoje, o irmão querido Lindomar Coutinho (Ilhéus) estará conosco e nos presenteará com o tema "Jesus, as curas  e o Magnetismo" em maravilhosa Palestra.
Em seguida, Jacob de Melo (Natal - RN) nos dirá sobre "Viver ainda é a melhor saída".
Haverá o Momento Musical antes e depois das Palestras, oportunidade do delicioso lanche e partilha do "magnetismo da alegria" entre os amigos.
ESPERAMOS TODOS VOCÊS!

A DESFORRA É PERDOAR - Irmão Saulo

Psicólogos modernos sustentam que o ódio é uma necessidade; que tanto devemos amar como odiar. E alguns, mais ferozes na sua concepção da vida, chegam mesmo a afirmar que devemos odiar com o máximo de intensidade e externar o ódio para que ele não nos envenene. O conceito do homem que essa psicologia nos apresenta é em si mesmo um grave sintoma de enfermidade mental. A imagem desse homem animalesco decorre de uma visão mórbida da criatura humana esmagada pelos instintos animais.

Não obstante, a própria psicanálise, imantada inicialmente ao conceito da libido, já desde Freud encontrou a válvula da sublimação. E seus avanços posteriores, ao lado de progressos notáveis da psiquiatria e das pesquisas psicológicas em vários campos, confirmaram a teoria espírita dos instintos espirituais que orientam a nossa formação humana.

Querer extinguir o ódio com a prática da odiosidade é o mesmo que pretender apagar o fogo com gasolina. Ódio gera ódio. Por isso, como Cornélio Pires ilustra nas suas quadras, o incêndio do ódio, que alimentarmos em nós e nos outros, terá de ser apagado pelos princípios da vida através da reencarnação. O Evangelho de Cristo substituiu a lei bíblica do olho por olho e dente por dente pela lei do amor ao próximo, incluindo no próximo os próprios inimigos. Onde não existir a luz do perdão, as reencarnações dolorosas se processarão em círculo vicioso. Ficaremos presos à roda viva dos resgates penosos, por séculos e milênios, até aprendermos a amar os inimigos.

O ódio é destruidor, é o ácido corrosivo da inferioridade espiritual. O homem que odeia se animaliza, rebaixa-se ao nível das feras. O amor é a força criadora que distingue o homem do bicho. A desforra do homem inferior é a injúria, a agressão, a vingança, o assassinato. A desforra do homem superior é o perdão. Quando perdoamos, desarmamos o adversário, ajudamo-lo a fazer-se criatura humana, a ser gente. Toda a cultura humana se assenta no amor. O ódio é a negação da cultura, o domínio da barbárie, como vemos diariamente no mundo do crime. Só os loucos defendem e pregam o ódio, porque a mente desequilibrada semeia o desequilíbrio.

http://www.fundacaoherculanopires.org.br

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Documentário sobre Eurípedes Barsanulfo


Eurípedes Barsanulfo(1880-1918) - Educador e Médium mostra a vida e a obra de um dos maiores nomes da educação e do Espiritismo no Brasil.Como educador, colocou a educação a serviços das crianças mais pobres e adotou métodos de ensino humanistas no Colégio Allan Kardec em Sacramento (MG). Como Médium, desenvolveu sua mediunidade, seguindo rigorosamente os ensinamentos da Doutrina Espírita. Curou gratuitamente milhares de pessoas e fundou grupos de estudos doutrinários.

Documentário: Oceano Vieira de Melo 
Narração e apresentação:  Lima Duarte
Realização: Clube de Arte - http://www.clubedearte.org.br

domingo, 4 de setembro de 2011

Conselhos de atitude diante do Amar-Amor


“Amor sem recompensa.
Todo amor que é possessivo
Infelizmente ainda é um amor de grande parentesco
Com o amor dos animais.”

Chico Xavier

A Ponte de Luz (Maria Dolores)


Terminara Jesus a prédica no monte;
Nisso, o apóstolo Pedro se aproxima
E diz-lhe: “Senhor, existe alguma ponte
Que nos conduza ao Alto, ao Céu que brilha muito acima?

Conforme ouvi de tua própria voz,
Sei que o Reino do Amor está dentro de nós...
Mas deve haver, no Além, o País da Beleza,
Mais sublime que o Sol, em fulgor e grandeza...
Onde essa ligação, Senhor, esse divino acesso?

Jesus silenciou, como entrando em recesso
Da palavra de luz que lhe fluía a jorro...
Circunvagou o olhar pelas pedras do morro
E, depois de comprida reflexão,

Falou ao companheiro: — “Ouve, Simão,
Em verdade, essa ponte que imaginas
Existe para a Vida Soberana,
Mas temos de atingi-la por estrada

Que não é bem a antiga estrada humana.”
— “Como será, Senhor, esse caminho?”
Tornou Simão a perguntar.

E Jesus respondeu sem hesitar:
— "Coração que o escolha, às vezes, vai sozinho,
E quase que não tem
Senão renúncia e dor, solidão e amargura...

E conquanto pratique e viva a lei do bem,
Sofre o assédio do mal que o vergasta e procura
Reduzi-lo à penúria e a desfalecimento.

Quem busca nesta vida transitória,
Essa ponte de luz para a eterna vitória
Conhecerá, de perto, o sofrimento
E há de saber amar aos próprios inimigos,
Não contará percalços nem perigos
Para servir aos semelhantes,
Viverá para o bem a todos os instantes
E mesmo quando o mal pareça o vencedor,
Confiando-se a Deus, doará mais amor...

E ainda que a morte, Pedro, se lhe imponha,
Na injustiça ferindo-lhe a vergonha,
Aceitará pedradas sem ferir,
Desculpará injúria e humilhação
Se deseja elevar o coração

À ponte para o Reino do Porvir ..."
Alguns dias depois, o Cristo flagelado,
Entregue à própria sorte
Encontrava na cruz o impacto da morte,
Silencioso, sozinho, desprezado...
Terminada que foi a gritaria

Da multidão feroz naquele dia,
Ante o Céu anunciando aguaceiro violento,
Pedro foi ao Calvário, aflito e atento,
Envergando disfarce...

Queria ver o Mestre, aproximou-se
Para sentir-lhe o extremo desconforto...
Simão chorou ao ver o amigo morto.
E ao fitá-lo, magoado, longamente

Ele ouviu, de repente,
Uma voz a falar-lhe das Alturas:

— “Pedro, segue, não temas, crê somente!...
Recorda os pensamentos teus e meus...
Esta cruz que me arrasa e me flagela
É a ponte que sonhavas, alta e bela,
Para o Reino de Deus.”

(Do livro “ A Vida Conta” – Cultura Espírita União)

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

O Filme dos Espíritos ( Trailer)


As Mães de Chico



Livro oficial do filme As Mães de Chico Xavier. Organizado por Saulo Gomes, "o repórter do Chico Xavier", com textos de Ana Karla Dubiela e outros colaboradores, a obra registra toda a emoção do filme e ainda apresenta: os bastidores com centenas de imagens, curiosidades, depoimentos, roteiro, entrevistas com a equipe e com os personagens reais.
a vida! 

Além do excepcional conteúdo sobre o filme, o livro traz textos de grandes autores sobre temas delicados e tocantes: a morte de entes queridos, o aborto, as drogas e o suicídio. Só existe algo mais marcante do que perder um filho: descobrir que ele continua vivo!
Neste belíssimo livro com produção gráfica superior, compreende-se como 
Chico Xavier e a vida tornaram essa surpreendente afirmação uma verdade incontestável.

As mães de Chico Xavier expõe mais do que imagens, retratos de emoções; mais do que personagens, seres humanos; mais do que roteiros, histórias de amor.
"... a sabialidade não está naquilo que se faz, está naquilo que você sente em fazer." Dr. Claudionor de Carvalho